tag-background-image

driver

Valtteri Bottas


15

0 PTS

nationality
Finland
place
Nastola
date
28-08-1989
debut
2013

Valtteri Bottas

Depois de um início promissor na Williams e alguns anos na sombra de Lewis Hamilton na Mercedes, Valtteri Bottas encontrou a sua nova casa na Alfa Romeo/Sauber. O piloto finlandês já mostrou ser talentoso, mas nunca foi capaz de realmente se envolver em uma disputa pelo título, nem mesmo quando competia no carro mais dominante da categoria na época. Após muitos anos desgastantes na Mercedes, o piloto de 34 anos decidiu respirar novos ares e se mudou para a então Alfa Romeo em 2022.

F1 Standings

Pos.NameTeamPoints
1Max VerstappenRed Bull Racing0
2Sergio PerezRed Bull Racing0
3Lewis HamiltonMercedes AMG F1 team0
4Fernando AlonsoAston Martin F1 team0
5Charles LeclercFerrari0
6Lando NorrisMcLaren0
7Carlos SainzFerrari0
8George RussellMercedes AMG F1 team0
9Oscar PiastriMcLaren0
10Lance StrollAston Martin F1 team0
11Pierre GaslyAlpine F1 team0
12Esteban OconAlpine F1 team0
13Alexander AlbonWilliams0
14Yuki TsunodaVisa Cash App RB0
15Valtteri BottasStake F1 Team0
16Nico HulkenbergHaas F10
17Daniel RicciardoVisa Cash App RB0
18Guanyu ZhouStake F1 Team0
19Kevin MagnussenHaas F10
20Liam LawsonVisa Cash App RB0
21Logan SargeantWilliams0
22Nyck de VriesVisa Cash App RB0

Uma breve biografia

Como muitos pilotos finlandeses de Fórmula 1 que vieram antes dele, Valtteri se colocou no radar ao produzir bons resultados de maneira discreta. A temporada da Fórmula 3 de 2009 terminou de maneira decepcionante, mas ele ainda conseguiu algo importante. Bottas venceu o Masters da Fórmula 3 em Zandvoort naquele ano e no ano seguinte, e assim a Williams decidiu lhe oferecer uma vaga como piloto de testes.

Essa nova funçao não impediu Bottas de competir em outras categorias, inclusive na série GP3 com a ART. Desta vez, o finlandês conquistou o título, após o qual estreou na Fórmula 1 com a Williams em 2013.

Ao lado de Pastor Maldonado, o finlandês foi claramente o mais forte e em sua primeira temporada terminou à frente de seu companheiro. Um ano depois, o venezuelano foi substituído por Felipe Massa, que seria um adversário mais forte para o finlandês. No entanto, Bottas continuou se destacando. Elel subiu várias vezes ao pódio em 2014 e garantiu o quarto lugar no campeonato.

Nos anos que se seguiram, a Williams ainda era uma equipe a ser respeitada, pois possuía um carro competitivo. O já experiente Bottas e o veterano Felipe Massa foram adversários formidáveis em um carro movido pelo potente motor Mercedes. Mesmo assim, 2016 foi um ano decepcionante e as primeiras rachaduras na equipe britânica tornaram-se visíveis. Bottas, no entanto, recebeu inesperadamente uma grande notícia vinda da Mercedes.

Um presente de Rosberg

Depois que Nico Rosberg conquistou o título de 2016, o alemão anunciou quase imediatamente que iria se aposentar da Fórmula 1. A parceria com Lewis Hamilton trouxe muitos problemas para ele, com muitos conflitos envolvendo os dois pilotos, e por isso o alemão decidiu que competir ao lado do britânico por mais um ano não parecia uma boa ideia. Através da gestão do chefe da equipe, Toto Wolff, a Mercedes rapidamente decidiu que Bottas deveria ser o substituto.

Bottas foi muito bem em seu primeiro ano. O finlandês venceu três corridas e terminou em terceiro no campeonato, dando a impressão de que era capaz de disputar de igual para igual contra seu companheiro de equipe. Um ano depois, porém, ficou claro que a situação não era bem assim. Bottas foi repetidamente solicitado via rádio a deixar Hamilton ultrapassá-lo. No Grande Prêmio da Rússia, por exemplo, uma ordem de equipe lhe custou a vitória na corrida.

Mesmo assim, em 2019, Bottas parecia ter renascido. "Bottas 2.0" e "Fear the Beard" são alguns dos termos utilizados pelos fãs para se referirem ao finlandês após a sua atuação dominante em Melbourne. Seu contrato com a Mercedes foi prorrogado naquele ano, mas a corrida pelo título - que parecia ser possível - foi por água abaixo. Hamilton vence seu companheiro com facilidade. Não foi muito diferente em 2020, quando Hamilton foi ainda mais dominante e Bottas quase foi derrotado por Max Verstappen, da Red Bull Racing.

Bottas deixa a Mercedes depois de cinco anos

Em 2021, Bottas entrou em seu quinto ano como piloto da Mercedes. A pressão para produzir resultados era forte e aumentou ainda mais quando Verstappen e Red Bull pareciam ser uma séria ameaça no campeonato mundial.

Apesar do terceiro lugar no campeonato, o finlandês decepcionou sua equipe em vários momentos cruciais, não conseguindo ter o seu contrato renovado para o ano seguinte. Bottas foi substituído pelo então talento da Williams, George Russell, em 2022.

Valtteri Bottas em 2022

Após a saída da Mercedes, Bottas conseguiu uma vaga na Alfa Romeo para 2022. Após ter brigado por anos na parte de cima do grid, o finlandês agora precisava se contentar com posições mais baixas.Ele teve o estreante Guanyu Zhou como companheiro de equipe. Naquele ano, Bottas ajudou a Alfa Romeo a chegar ao sexto lugar na classificação de construtores, o que foi um grande passo para a equipe. 

Valtteri Bottas em 2023

Em 2023, a equipe esperava melhorar ainda mais, mas não foi isso o que aconteceu. Após desempenhos ruins ao longo de toda a temporada, a Alfa Romeo não conseguiu evoluir, terminando o campeonato na nona posição. Bottas somou apenas dez pontos em 22 corridas disputadas, terminando o campeonato na 15ª posição. O finlandês ainda ficou na frente de Zhou por seis pontos.

Valtteri Bottas em 2024

Com a saída da Alfa Romeo, a Sauber agora passa a ter um novo nome, por causa de um novo patrocinador: Stake F1 Team. Novo nome, mas os mesmos pilotos: Valtteri Bottas e Guanyu Zhou. A icônica equipe está passando por um processo de transição, aguardando ansiosamente a temporada de 2026 para dar início à nova parceria com a Audi. Até lá, a equipe vai fazer todos os esforços para voltar a ser competitiva na parte do meio do grid. Bottas, com sua experiência, pode ser uma peça fundamental para que isso aconteça.