driver

Max Verstappen


1

454 PTS


nationality
Netherlands
place
Hasselt
date
30-09-1997
debut
2015

Max Verstappen

Após um curto período nas categorias mais baixas do automobilismo, Max Verstappen vem correndo na Fórmula 1 desde a temporada de 2015, e pela equipe da Red Bull desde 2016. Em 2021, o inevitável aconteceu: o holandês teve a sua primeira grande chance de conquistar o título mundial, vencendo Lewis Hamilton na batalha pelo campeonato. Com a saída da Honda e com o novo regulamento para a temporada de 2022, a grande questão agora é se ele será capaz de defender seu título.

F1 Standings

Pos.NameTeamPoints
1VERMax VerstappenRed Bull Racing454
2LECCharles LeclercFerrari308
3PERSergio PerezRed Bull Racing305
4RUSGeorge RussellMercedes AMG F1 team275
5SAICarlos SainzFerrari246
6HAMLewis HamiltonMercedes AMG F1 team240
7NORLando NorrisMcLaren122
8OCOEsteban OconAlpine F1 team92
9ALOFernando AlonsoAlpine F1 team81
10BOTValtteri BottasAlfa Romeo F1 team49
11RICDaniel RicciardoMcLaren37
12VETSebastian VettelAston Martin F1 team37
13MAGKevin MagnussenHaas F125
14GASPierre GaslyScuderia AlphaTauri23
15STRLance StrollAston Martin F1 team18
16SCHMick SchumacherHaas F112
17TSUYuki TsunodaScuderia AlphaTauri12
18ZHOGuanyu ZhouAlfa Romeo F1 team6
19ALBAlexander AlbonWilliams4
20LATNicholas LatifiWilliams2
21DEVNyck de VriesWilliams2
22HULNico HulkenbergAston Martin F1 team0

 

Um jovem começo para a jornada até o topo

Como filho do ex-piloto de Fórmula 1, Jos Verstappen, o jovem Max começou nas pistas de corrida muito cedo em sua vida. Um passatempo que o holandês continuou mais tarde no kart e na Fórmula 3, antes de finalmente chegar na categoria mais alta do automobilismo: a Fórmula 1.

Depois de anos correndo no kart, onde conquistou vários títulos mundiais, ele começou a sua carreira no automobilismo nos carros da Fórmula Renault 2.0 e na Florida Winter Series. Tudo isso antes de fazer seus primeiros metros na Fórmula 3. Depois disso, a carreira do piloto da Red Bull decolou.

O jovem piloto holandês disputou um ano na Fórmula 3 pela equipe Van Amersfoort Racing. Embora tenha vencido várias corridas, foi o francês (e mais tarde adversário na Fórmula 1) Esteban Ocon quem conquistou o título em 2014. Pela equipe Limburger, foi apenas uma pequena mancha no quadro geral, já que o seu passaporte para a Fórmula 1 já estava carimbado de qualquer maneira.

Red Bull junior

Mesmo sem ter conquistado nenhum título da Fórmula 3, Max se mudou para a Fórmula 1 como membro do programa de jovens pilotos da Red Bull. Helmut Marko ficou tão impressionado com o jovem piloto que lhe ofereceu uma vaga na Scuderia Toro Rosso para a temporada de 2015. 

Ao fazer isso, ele fez história: Aos dezessete anos, ele foi o piloto mais jovem da história da Fórmula 1 a aparecer no grid no Grande Prêmio da Austrália em 2015, ao lado do seu então companheiro de equipe, Carlos Sainz, que tinha somente 20 anos na época. Logo em sua primeira corrida ele parecia estar a caminho de fazer os seus primeiros pontos depois de muito tempo, até ter abandonado devido a um problema técnico em seu carro.

Depois disso, Max chegou por duas vezes muito perto de conquistar um pódio em sua primeira temporada na Fórmula 1, no Grande Prêmio da Hungria e também nos Estados Unidos. Por duas vezes ele teve que se contentar com um quarto lugar em 2015. Algo que mudaria muito rapidamente em 2016...

Promoção para a Red Bull Racing

Após apenas quatro corridas em 2016, surgiu um anúncio que colocaria o mundo da Fórmula 1 de cabeça para baixo: o holandês iria substituir Daniil Kvyat na Red Bull, enquanto que o mesmo ocuparia a vaga de Verstappen na Toro Rosso. O russo conseguiu terminar no pódio uma corrida antes da mudança!

A pressão sobre os ombros de Verstappen era enorme, pois ele deveria provar para todos que a Red Bull havia feito a escolha certa. Durante o final de semana do Grande Prêmio da Espanha, ele se sentou no carro de F1 da Red Bull e assumiu o desafio: uma corrida que jamais será esquecida.

Depois de uma bizarra volta de abertura onde os pilotos da Mercedes, Nico Rosberg e Lewis Hamilton, se empurraram para fora da pista, o jovem piloto holandês da Red Bull assumiu a liderança. Ele se manteve firme para vencer a corrida e se tornou o mais jovem vencedor de um Grande Prêmio de todos os tempos! 

Verstappen assume a liderança na Red Bull Racing

O RB14 não estava tão forte como era esperado para a temporada de 2018, fazendo com que Max se esforçasse o máximo possível para extrair o melhor do carro. Erros se acumularam, e o Grande Prêmio de Mônaco foi o ponto de ebulição: o holandês bateu no muro no final do terceiro treino livre e teve que assistir seu companheiro de equipe conquistar a pole position. Um dia depois, seu companheiro Daniel Ricciardo também conquistou a vitória na corrida de Mônaco em 2018.

Após o Grande Prêmio em sua terra natal, a recuperação chegou. Os erros foram substituídos por bons resultados com pódios e vitórias.

O holandês ficou apenas a poucos pontos de distância do título mundial, terminando a temporada na terceira colocação, mas deixando altas expectativas para o que ainda viria a seguir. Ele também moldou a equipe à sua vontade, algo que incomodou Ricciardo e que o fez decidir por se mudar para a Renault. 

Início bem-sucedido da colaboração com a Honda

2019 começou sem Daniel Ricciardo e o motor Renault, mas com Pierre Gasly e uma unidade de potência Honda ao seu lado. Ele assumiu a responsabilidade como o líder da equipe e demonstrou maturidade desde o início. A Honda recebeu somente elogios durante as entrevistas, e o time da Red Bull não podia cometer muitos erros.

A troca para os motores Honda demonstrou ser um sucesso em 2019, com Verstappen tendo a sua melhor temporada com três vitórias e duas poles. Além disso, o holandês conseguiu terminar o campeonato na terceira posição, ficando na frente das Ferraris. Embora Gasly tenha sido substituído por Alexander Albon devido ao seu desempenho decepcionante, o segundo ano da parceria prometia muitas surpresas. 

No entanto, foi um tanto quanto decepcionante. A Mercedes parecia ter dado mais um grande passo à frente no inverno de 2020, enquanto que a Honda havia se tornado menos confiável em sua busca por potência. Como resultado, a Mercedes quase que completamente dominou a temporada durante a pandemia do coronavírus. Verstappen, no entanto, terminou a temporada surpreendentemente vencendo o Grande Prêmio de Abu Dhabi. 2021 prometia uma batalha emocionante contra Lewis Hamilton.

Max Verstappen conquista seu primeiro título mundial em 2021

A promessa foi cumprida em 2021. Na nova temporada da Fórmula 1, Verstappen novamente tinha um novo companheiro de equipe: desta vez, o experiente Sergio Perez seria o seu escudeiro. 

Desde o primeiro Grande Prêmio no Bahrein, já estava bastante claro que a Red Bull Racing e a Honda tinham feito um grande avanço. A Honda desejava muito entregar um motor forte em sua última temporada na Fórmula 1, e a fabricante japonesa claramente havia conseguido. Ao contrário das expectativas, a Mercedes não foi dominante desde o início. 

O seu rival, Hamilton, cometeu uma série de erros sob pressão, dando ao holandês uma confortável margem na liderança do campeonato. No entanto, o piloto da Red Bull falhou em marcar uma série de pontos em algumas ocasiões importantes, fazendo com que a disputa pelo título na segunda metade do campeonato ficasse ainda mais emocionante.

Ainda assim, Verstappen parecia ter feito o suficiente para garantir seu primeiro título mundial. Em 2021, ele conquistou dez vitórias, culminando no retorno do Grande Prêmio da Holanda em Zandvoort. A sorte estava finalmente ao seu lado no Grande Prêmio de Abu Dhabi. A Mercedes de Hamilton recuperou o ritmo forte e por um instante parecia inevitável que o britânico pudesse conquistar o seu oitavo título. Mas um Safety Car no final da corrida colocou tudo a perder. 

Estrategicamente a Red Bull se sobressaiu e se aproveitou de toda a situação para fazer a troca de pneus do carro de Verstappen. Faltando apenas uma volta, o trabalho do Safety Car já havia sido feito. Hamilton não conseguiu segurar o jovem piloto holandês em sua Red Bull com os pneus mais novos, se tornando vítima de Verstappen. Com apenas algumas curvas faltando para o final da corrida, Verstappen ultrapassou Hamilton e conquistou o título do campeonato mundial de Fórmula 1 de 2021.

Max Verstappen em 2022

Com o título de 2021 já deixado para trás, Verstappen e a Red Bull estão caminhando agora para o desconhecido. Para 2022, mudanças radicais no regulamento estão programadas e resta saber qual equipe será capaz de lidar melhor com as novas regras. Verstappen vai querer defender o seu título mundial, e a Red Bull visa também conquistar o título de construtores.