F1 News

Alonso já perdeu muitos pontos por causa de problemas no carro

Alonso já perdeu muitos pontos por causa de problemas no carro

03-11-2022 08:42 Última atualização: 12:38
0 Comentários

GPblog.com

Mais uma vez Fernando Alonso teve que abandonar com um problema no motor em 2022. A lista de problemas para o espanhol é enorme, e quando você começa a somar os pontos que ele perdeu, você pode entender a frustração do bicampeão.

Frustração de Alonso

O A522 da Alpine está muito rápido este ano. Nas retas o carro tem conseguido desempenhar muito bem, mas como tem sido o caso durante anos, o motor não é confiável. Pelo menos, o motor de Alonso. Ele declarou após o Grande Prêmio do México que havia sido novamente um problema em sua unidade de potência que havia tinha tirado ele da corrida.

Alonso disse recentemente que somente o seu carro sofre com problemas de confiabilidade, enquanto que Ocon sofreria muito menos com isso. Entretanto, olhando para a lista de problemas no post do Instagram abaixo, podemos entender a frustração do espanhol.

 
 
 
 
 
View this post on Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

A post shared by GPblog.com (@gpblog_com)

Problemas de motor para Alonso

Tudo começou no Bahrein, onde Alonso sofreu com um problema no motor. Ainda assim, o dano na corrida não foi tão grande assim. Na verdade, ele terminou em nono lugar. Porém, na Arábia Saudita foi diferente, ele estava em sétimo lugar e teve que abandonar.

Na Austrália, um problema no carro do espanhol o impede de fazer uma boa volta durante o Q3, onde ele esteve consistentemente entre os cinco primeiros até aquele momento. Na corrida, ele chegou a ficar em sexto lugar, mas um problema com o seu carro o leva a terminar em décimo sétimo. Mais uma vez, cerca de seis pontos foram deixados pelo caminho.

Em Imola, a corrida terminou ainda mais rápido. Na chuva, Alonso era o oitavo colocado após a primeira volta e um bom resultado parecia ser alcançável, até que Mick Schumacher perdeu o controle de seu carro e bate na lateral do A522 do espanhol, que precisou abandonar mais uma vez. Mais quatro pontos perdidos no campeonato.

Em Miami, ele não fez uma boa corrida, primeiro porque a sua parada nos boxes levou mais de cinco segundos, e, segundo, a sua ação defensiva feroz contra Pierre Gasly lhe rendeu uma punição. Na Espanha, ele teve que mudar seu motor, então começou da parte de trás. O espanhol ainda conseguiu chegar em nono diante de sua torcida, mas viu Ocon levar mais pontos com um sétimo lugar.

No Canadá, Alonso ficou em segundo na sessão de classificação de sábado que foi de baixo de muita chuva, mas, em condições secas no domingo, o espanhol perdeu posições. Antes de apresentar novos problemas no motor, ele estava na briga para a quinta ou sexta posição. Devido ao problemas, ele perdeu rendimento e precisou defender seu sétimo lugar nas voltas finais. Porém, foi ultrapassado ainda por Valtteri Bottas e Guanyu Zhou.

Alpine não é confiável

A Áustria parecia ser um fim de semana promissor para a Alpine, pois Alonso largaria em oitavo e Esteban Ocon em quinto. Porém, o espanhol teve problemas com o seu carro durante a corrida sprint, e precisou fazer uma corrida de recuperação no domingo, conseguindo chegar em décimo lugar. Enquanto isso, seu companheiro de equipe conquistou mais nove pontos com um quinto lugar. Se não tivesse tido problemas, provavelmente Alonso também chegaria entre os primeiros colocados.

No Grande Prêmio da Bélgica, Alonso foi atingido por Lewis Hamilton, mas ele provavelmente não teria terminado além do quinto lugar de qualquer forma. Na Itália, o espanhol precisou abandonar novamente com problemas no motor quando era o sétimo colocado. O mesmo aconteceu em Singapura algumas semanas depois. Alonso então ficou em sexto, com Max Verstappen logo atrás dele.

Na última corrida no México ele também teve problemas com o motor quando estava na sétima posição. Ele acabou caindo para nono por causa da falta de rendimento do carro, até por fim precisar abandonar.

Uma estimativa de perda de cerca de 40 pontos. Mesmo sem calcular o impacto em outros pilotos, isto colocaria Alonso com 111 pontos, tantos quanto Lando Norris. Além disso, ele também estaria quase trinta pontos à frente de Ocon e isso seria ainda mais se você incluir as consequências para o francês. Afinal, ele frequentemente se beneficiou dos problemas de Alonso.

Obviamente, seria também muito melhor para a Alpine. Mais 40 pontos na batalha pelo campeonato dos construtores não os colocaria na disputa pelo terceiro lugar, mas a distância para McLaren seria muito maior do que é agora. A confiabilidade da Alpine realmente terá que melhorar nos próximos anos se eles realmente quiserem competir pelas vitórias.

Reprodutor de vídeo

Mais vídeos