Grand Prix

Spanish Grand Prix



city
Barcelona
Comprimento do circuito
4.675 km
rounds count
66
fastest lap
1:24.108

Grande Prêmio da Espanha

Normalmente, os testes da pré-temporada acontecem neste circuito. É uma pista muito equilibrada, com muitas curvas e poucas retas, onde a equipe Mercedes tem apresentado bons resultados nos últimos anos.

 

 

F1 Standings

Pos.NameTeamRoundsTimePoints
1VERMax VerstappenRed Bull Racing661:27.437-
2PERSergio PerezRed Bull Racing66+13.072-
3RUSGeorge RussellMercedes AMG F1 team66+32.927-
4SAICarlos SainzFerrari66+45.208-
5HAMLewis HamiltonMercedes AMG F1 team66+54.534-
6BOTValtteri BottasAlfa Romeo F1 team66+59.976-
7OCOEsteban OconAlpine F1 team66+75.397-
8NORLando NorrisMcLaren66+83.235-
9ALOFernando AlonsoAlpine F1 team65+1LAP-
10TSUYuki TsunodaScuderia AlphaTauri65+1LAP-
11VETSebastian VettelAston Martin F1 team65+1LAP-
12RICDaniel RicciardoMcLaren65+1LAP-
13GASPierre GaslyScuderia AlphaTauri65+1LAP-
14SCHMick SchumacherHaas F165+1LAP-
15STRLance StrollAston Martin F1 team65+1LAP-
16LATNicholas LatifiWilliams64+2LAPS-
17MAGKevin MagnussenHaas F164+2LAPS-
18ALBAlex AlbonWilliams64+2LAPS-
19LECCharles LeclercFerrari27+38LAPS-
20ZHOGuanyu ZhouAlfa Romeo F1 team28+37LAPS-

O Grande Prêmio da Espanha de 2022

O tempo de volta no circuito normalmente fica abaixo de 1:20 (o recorde da pista marcado por Ricciardo em 2018 foi na casa de 1:18 baixo), e é por isso que o número de voltas é relativamente alto, totalizando 66 na corrida. As duas retas são os únicos lugares do circuito onde se permite a ativação do DRS, o que significa que a maioria das ultrapassagens devem acontecer nesses locais.

O que dificulta as ultrapassagens é o fato de que todos os pilotos conhecem o Circuito da Catalunha melhor do que qualquer outra pista. Praticamente todas as categorias de base do automobilismo correm em Barcelona e, além disso, todos os anos, todas as equipes de Fórmula 1 dão centenas de voltas no circuito durante a pré-temporada. Todo piloto conhece cada centímetro de asfalto.

O traçado do Circuito da Catalunha - Barcelona

O Circuito da Catalunha é conhecido por ser muito difícil de ultrapassar, mas também por ser muito bem equilibrado. Uma combinação de retas, seções sinuosas e longas curvas abertas.

A curva 1 imediatamente proporciona a melhor oportunidade de ultrapassagem do circuito, vindo logo na sequência da reta principal. A curva 1 é para a direita e a curva 2 é imediatamente à esquerda, formando uma chicane, com a velocidade de saída sendo crucial para a curva 3. A curva 3 é longa e aberta para a direita, sendo seguida por uma pequena reta que leva direto para a curva 4.

Saindo das lentas curvas 4 e 5, os carros de Fórmula 1 voltam a acelerar para percorrer uma pequena reta com uma dobra à esquerda até chegarem na chicane das curvas 7 e 8. A curva 9 é para a direita, e também uma das curvas mais rápidas do circuito, com o seu ápice ficando invisível na aproximação. No entanto, a velocidade de saída é crucial, pois a curva é seguida por uma reta onde é permitida a ativação do DRS.

Chegamos na parte mais lenta do circuito agora, com a reta terminando em uma curva fechada para a esquerda. A curva 11, uma dobra, que leva até a longa e lenta curva 12. Mais uma curva lenta para a direita, seguida por uma chicane que leva até a reta principal. 

Recentemente no Circuito da Catalunha

O Grande Prêmio da Espanha normalmente não é uma das corridas mais emocionantes do campeonato, e em 2019 não foi diferente. Mercedes fez história ao iniciar a temporada com um recorde de cinco dobradinhas consecutivas, com Lewis Hamilton derrotando Valtteri Bottas, apesar do finlandês ter largado na pole position. Max Verstappen derrotou as duas Ferraris para garantir o terceiro lugar no pódio, fazendo com que a corrida acabasse com os mesmo três primeiros de 2018.

A corrida de 2020 acabou novamente com os mesmos três pilotos no pódio, porém com Verstappen em segundo e Bottas em terceiro. 

Em 2021, Lewis Hamilton garantiu a pole position, e no domingo conquistou mais uma vitória no circuito. O pódio mais uma vez foi completado com Max Verstappen na segunda posição e Valtteri Bottas na terceira.

Como é o final de semana de corrida do Grande Prêmio da Espanha?

O Primeiro Treino Livre começa no dia 20 de maio às 9h (horário de Brasília), enquanto que o Segundo Treino Livre será às 12h. A Classificação começa no sábado às 11h, e a corrida será no domingo, dia 22, às 10h.

A que horas começa o Grande Prêmio da Espanha?

Assim como nos anos anteriores, o Grande Prêmio da Espanha pode ser acompanhado minuto a minuto através do site do GPblog, com a transmissão começando meia hora antes da largada. O início do Grande Prêmio da Espanha acontece às 10h de domingo, dia 22, e você pode assistir ao vivo pela Band ou na F1TV. Todas as sessões de treinos livres e a classificação também podem ser acompanhadas por esses canais.