F1 News

Hamilton duvidou de si mesmo: Sou eu ou o carro?

Hamilton reclama da Mercedes e diz que chegou a duvidar de sua capacidade

29 de novembro no 10:15
  • Vicente Soella

Lewis Hamilton admite que às vezes duvidou de si mesmo durante a difícil temporada que ele e a Mercedes tiveram em 2023. O britânico de 38 anos criticou várias vezes seu carro, o W14, mas diz que também se culpou pelos problemas.

Duvidou de si mesmo

"No final das contas, quando você tem temporadas difíceis como essa, sempre haverá momentos em que você pensa: 'Sou eu ou é o carro? Você ainda tem o carro? Ele se foi?' Porque você está sentindo falta daquilo, sabe... quando a mágica acontece, quando tudo se junta, o carro e você, e aquela faísca, é extraordinário. E é isso que você está procurando", disse Hamilton em uma conversa com a BBC.

Portanto, além de ter sentimentos contraditórios em relação ao carro da Mercedes, Hamilton às vezes duvidava de si mesmo. "Sou apenas um ser humano. Se alguém no mundo disser a você que não tem essas coisas, está em negação. Todos nós somos seres humanos".

No entanto, ao mesmo tempo, ele continua criticando a forma como sua equipe lidou com algumas situações. Ele diz que já sabia no início da temporada, por exemplo, que o W14 não seria capaz de atender às expectativas, mas que a Mercedes não lhe deu ouvidos o suficiente.

"Tinha grandes esperanças"

"Eu me lembro de sentir exatamente a mesma coisa. E definitivamente não foi uma sensação muito boa. Eu realmente tinha grandes esperanças", continuou Hamilton. "Tenho certeza de que houve frustrações, porque eu havia pedido certas mudanças, e elas não foram feitas".

O que se seguiu foram algumas "conversas difíceis" com a equipe. "Ninguém sabia exatamente qual era o problema. Ninguém sabia como resolver. Com a experiência do ano anterior, eu simplesmente me apliquei, em termos de aprofundamento, sentando com os caras. Estávamos tendo reuniões muito melhores. Consegui me manter muito mais positivo durante o ano e pensar: 'Vai ser uma longa temporada, mas não vamos desistir'. Vamos continuar nos esforçando para tirar o máximo do carro, seja lá o que for", disse Hamilton.