Kravitz não acredita que a Mercedes vá voltar a dominar a F1 no futuro

General

ted kravitz entra no dream team mercedes e não tem certeza do caso
8 de novembro no 15:48
  • Vicente Soella

A Mercedes dominou a Fórmula 1 de 2014 até 2021, mas conquistou apenas uma vitória nas duas últimas temporadas. Será que a equipe alemã de Toto Wolff conseguirá voltar ao topo da categoria? Parece haver dúvidas crescentes entre os analistas.

Damon Hill disse abertamente duvidar dos engenheiros da Mercedes ao afirmar que o W13 e o W14 eram particularmente inferiores em termos de aerodinâmica (em comparação, por exemplo, com um Red Bull). Até mesmo o colega Ted Kravitz não parece estar 100% convencido de que a equipe alemã voltará a competir por vitórias e pelo título mundial a partir de 2024.

"Eu me pergunto: a equipe dos sonhos da Mercedes está mudando fundamentalmente agora, de forma que ela possa se recuperar rapidamente e voltar a ser essa equipe dos sonhos? James Allison ainda está lá, Toto Wolff ainda está lá, Andrew Shovlin ainda está lá, mas houve algumas saídas importantes - Andy Cowell, James Vowles, o engenheiro italiano (Aldo Costa)", disse Kravtiz.

Há transformação?

Cowell - ex-chefe da divisão de motores - deixou a Mercedes após a temporada de 2020, Vowles começou como chefe de equipe na Williams este ano, e Costa está fora há vários anos. Além disso, Mike Elliott também saiu pouco antes do Grande Prêmio de São Paulo.

"E eu me pergunto, como todas as equipes dos sonhos mudam, se há alguma transformação nessa equipe, se eles estão passando por uma pequena mudança e se a ética e a qualidade da equipe dos sonhos podem sobreviver no próximo ano? Lewis Hamilton acredita que sim, por isso acho que temos de acreditar que eles também podem, mas isso será um desafio daqui para frente", disse o repórter da Sky Sports em seu programa Ted's Notebook.