F1 News

McLaren pede direito de revisão à FIA após penalidade de Norris

McLaren pede direito de revisão à FIA após penalidade de Norris

30 de junho no 16:36
Última atualização 1 de julho no 07:50
  • Marcos Gil

A McLaren não se conforma com a penalidade de cinco segundos que Lando Norris recebeu no Grande Prêmio do Canadá. A equipe inglesa anunciou, por meio de um comunicado à imprensa, que um direito de revisão foi solicitado à FIA.

Normalmente, o resultado é definitivo no final da corrida. No entanto, sempre há opções para as equipes contestarem o resultado. Isso pode envolver a análise da seção "Direito de Revisão" do Código Esportivo Internacional da FIA. A regra 14.1.1 desse documento afirma que um processo pode ser iniciado com novas informações enviadas.

A McLaren deixou a questão de lado por um tempo

Norris recebeu uma penalidade de tempo de cinco segundos por "comportamento antidesportivo" em Montreal. De acordo com os comissários de pista, Norris teria deixado deliberadamente um espaço atrás do safety car. O piloto da McLaren já havia discordado no Canadá. A McLaren concorda com seu piloto, conforme revelado na Áustria. "No Canadá, ficamos surpresos com a penalidade e incertos quanto à lógica por trás da decisão. Falamos com os comissários de bordo imediatamente após a corrida para ajudar a entender o raciocínio da penalidade", disse a equipe em um comunicado.

"A equipe levou em conta a explicação inicial e decidiu analisar o caso com calma e ponderação, realizando uma diligência abrangente, que incluiu a análise dos precedentes. Após essa análise cuidadosa e extensa, acreditamos que existem evidências suficientes para apresentar um "direito de revisão" à FIA, o que já fizemos".

A McLaren não revelou quais são as novas evidências necessárias.