Verstappen sobre saída de Ricciardo em 2018: "Poda ter falado com a equipe"

Red Bull Content Pool

F1 News

25 de novembro no 12:32
Última atualização 25 de novembro no 22:27
  • GPblog.com

A Red Bull Racing anunciou na quarta-feira que Daniel Ricciardo voltará como terceiro piloto da equipe em 2023. Max Verstappen dá as boas-vindas ao seu antigo companheiro de equipe de volta, mas o bicampeão mundial acha que o australiano nunca deveria ter deixado a Red Bull em primeiro lugar.

A escolha de Ricciardo de deixar a Red Bull em 2018 para a equipe da Renault veio como uma grande surpresa para todos. Após dois anos de razoável sucesso com a equipe francesa com dois pódios, o australiano fez a troca para a McLaren. Essa parceria não foi como o esperado, com Ricciardo deixando a equipe britânica logo após dois anos. Além de uma vitória em Monza, o piloto da McLaren falhou em entregar os resultados desejados.

No próximo ano, Ricciardo não terá mais um lugar em tempo integral na Fórmula 1, mas ele ainda será visto no paddock de F1 como o embaixador e terceiro piloto da Red Bull. Falando com o Fórmula 1.nl, Verstappen revela que ele acha ótimo que o esporte não perca Ricciardo por enquanto, mas o holandês também sabe que um piloto de F1 é apenas tão bom quanto sua última corrida.

Ricciardo não estava mais no seu perfeito juízo

"Teria sido melhor para Daniel se ele tivesse ficado mais tempo na Red Bull na época", diz Verstappen na entrevista. Em seus primeiros anos com a equipe, o holandês e Ricciardo foram igualados uniformemente, mas finalmente, em seu último ano com a Red Bull, o australiano foi derrotado por seu colega de equipe.

Verstappen revela que ele falou com Ricciardo sobre a situação na Red Bull em 2018. O piloto de 33 anos não estava mais confortável. "Ao invés de sair, ele poderia ter conversado com a equipe sobre isso. Mas acabou como aconteceu", diz Verstappen. De acordo com o holandês, Red Bull tinha no coração os melhores interesses de Ricciardo.