Red Bull Contentpool

F1 News

Singapura 2019 | Ferrari vence com motor rápido (ilegal)

Singapura 2019 | Ferrari vence com motor rápido (ilegal)

27-09-2022 06:15 Última atualização: 11:32
0 Comentários

GPblog.com

O Grande Prêmio de Singapura está marcado para o próximo fim de semana e por isso nós do GPblog decidimos recordar um pouco a última edição no país. Para isso, nós temos que voltar para 2019, onde as relações na F1 estavam um pouco apimentadas devido a um motor um pouco rápido demais da Ferrari.

Motor ilegal?

Singapura não esteve no calendário da F1 em 2020 e 2021 por causa das restrições em torno do coronavírus. Então, para a última edição, nós temos que voltar para setembro de 2019. Um período na história da F1 onde havia alguns pontos de interrogação em torno do desempenho da Ferrari. O motor havia se tornado muito mais competitivo do nada logo após as férias de verão, com Charles Leclerc conquistando a pole e a vitória na Bélgica e na Itália.

O mundo inteiro da Fórmula 1 não podia acreditar que a Ferrari tinha sido capaz de dar tal passo adiante e, em retrospectiva, também se revelaria mais tarde que a Ferrari não seguiu muito bem as regras. A equipe italiana foi punida pela FIA, mas as demais equipes nunca puderam ver os documentos. A Ferrari insiste até hoje que não fez nada de errado naquela época.

Singapura foi a terceira corrida depois das férias de verão e a Ferrari ainda era dominante. Pela terceira vez consecutiva, Leclerc assumiu a pole. O monegasco foi pouco menos de dois décimos mais rápido do que Lewis Hamilton. Sebastian Vettel e Max Verstappen formaram a segunda fila no grid de largada para o Grande Prêmio de domingo.

Vitória de Vettel e insatisfação de Leclerc

O início da corrida transcorreu sem grandes mudanças para os líderes. Vettel fez tudo o que pôde nas primeiras voltas para ultrapassar Hamilton, mas não conseguiu. Foi preciso uma parada nos boxes para que ele conseguisse passar o britânico. Isso aconteceu na volta 20, onde Vettel mergulhou nos boxes junto com Verstappen.

No entanto, aquele undercut provou ser tão bom que até mesmo Leclerc ficou surpreso. Na volta 21, ele não foi informado por sua equipe que Vettel tinha feito uma parada nos boxes e que ele precisava acelerar, então Leclerc saiu atrás de Vettel quando fez a sua parada uma volta mais tarde. O monegasco fez questão de mostrar a sua insatisfação pelo rádio da equipe.

Foi mais um episódio no relacionamento conturbado entre os dois pilotos da Ferrari. De fato, na Itália, Leclerc havia desobedecido à ordem da equipe para dar o vácuo a Vettel durante a classificação. Como todos desaceleraram, Leclerc, que marcou o tempo mais rápido após a primeira tentativa, alegremente desacelerou junto com os demais. Como resultado, quase todos os pilotos cruzaram a linha de chegada muito tarde para começar outra volta.

Foi a virada para Vettel, que nunca mais viu sua posição ameaçada no apertado Circuito de Marina Bay. Verstappen também tirou vantagem de seu undercut, passando Hamilton e assumindo o terceiro lugar. A Ferrari tinha as coisas em ordem com uma dobradinha e uma terceira vitória consecutiva, mas devido as modificações no motor, esta seria a última vitória até o Grande Prêmio do Bahrain em 2022.

Reprodutor de vídeo

Mais vídeos