F1 News

Alpino crítica a FIA: Penalidade é desnecessária e excessiva

Alpino crítica a FIA: "Penalidade é desnecessária e excessiva"

21 março - 20:56

GPblog.com

Alan Permane, diretor esportivo da Alpine, apelou para a FIA para reconsiderar as penalidades em torno do posicionamento na largada. Falando ao Speedcafé, Permane aborda a penalidade, que já foi distribuída duas vezes nas duas primeiras corridas.

Na primeira corrida do ano, Esteban Ocon ficou muito à direita em sua posição de largada e recebeu uma penalidade de cinco segundos. Duas semanas depois, Fernando Alonso estava muito para a esquerda na Arábia Saudita e recebeu a mesma penalidade. Em ambos os casos, os comissários decidiram que a penalidade também não foi cumprida corretamente porque o time trabalhou no carro antes do permitido, e assim ambos os pilotos também receberam uma penalidade de 10 segundos. A punição de Ocon permaneceu, enquanto a de Alonso acabou sendo retirada.

"O nosso foi um julgamento justo", reconheceu Permane. "Nós fomos quatro décimos rápidos demais (ao trabalhar no carro), então não tivemos nenhum argumento sobre isso. O que parece um pouco draconiano, devo dizer, é este novo regulamento de onde o carro tem que parar no grid de largada. Ninguém está tendo a vantagem de ser 10 centímetros para um lado ou para o outro. Eu não vejo bem o porquê. E eles (a FIA) são livres para pintar as posições tão largas quanto quiserem. Não parece haver um regulamento para isso".

Motoristas recebem mensagens de apoio da Verstappen, Russell e Perez

Após a corrida, George Russell, Max Verstappen e Sergio Perez reconheceram como foi difícil ver as linhas na grelha de partida. Permane notou o mesmo problema com seu piloto. "Eles podem vê-los à medida que eles sobem, mas à medida que se aproximam deles eles simplesmente desaparecem. Esteban tem se concentrado a semana toda, mas ele disse que chegou à grade e não tinha idéia de onde ele estava. Por isso me parece duro, e desnecessário".

Reprodutor de vídeo

Mais vídeos