Toto Wolff: "A decepção foi maior no ano passado"

F1 News

25 de novembro no 10:40
Última atualização 25 de novembro no 22:19
  • GPblog.com

2022 foi um ano desastroso para a Mercedes. Durante anos, a equipe alemã foi a força dominante na Fórmula 1, mas depois que o regulamento técnico mudou, a Mercedes dificilmente foi competitiva. Mas, nas etapas finais da temporada, havia a perspectiva de terminar em segundo lugar no campeonato de construtores. No final, a Ferrari se manteve à frente da Mercedes por pouco.

Uma vitória, uma pole position. Foi tudo o que a Mercedes conquistou. A Red Bull Racing e a Ferrari acabaram sendo fortes demais para a equipe da Toto Wolff na grande maioria das corridas. O austríaco, portanto, não olha para trás na temporada com uma sensação de felicidade, embora ele estivesse mentalmente pior em 2021. "A decepção foi maior porque tudo foi tirado de nós em segundos. Nós não estávamos mais no controle da situação. Desta vez é nossa própria culpa. Outros fizeram melhor do que nós com o novo regulamento", disse o chefe da equipe em conversa com o Auto, Motor und Sport.

Novos concorrentes

Wolff expressa a expectativa de competir pelo título novamente na próxima temporada. Quais outros times também estarão competindo pelos troféus, Wolff não tem certeza. "O limite de custo aproximará o campo e nos dará adversários que não são nossos adversários hoje. Eu não acho que oito títulos seguidos serão possíveis novamente. Por outro lado, nós temos mais tempo de túnel de vento do que Red Bull e Ferrari. Nós temos que usar esta vantagem".

Wolff não se preocupa que a Mercedes estará fora de disputa nos próximos anos, como aconteceu com a Red Bull e a Ferrari no passado. De acordo com o chefe da equipe, a situação na Mercedes é estável, com os mesmos pilotos, a mesma equipe e os mesmos regulamentos para o próximo ano.