F1 News

Pesquisas mostram o aumento de mensagens de insultos aos pilotos e equipes

Pesquisas mostram o aumento de mensagens de insultos aos pilotos e equipes

23 novembro - 14:00 Última atualização: 14:57
0 Comentários

GPblog.com

Max Verstappen e Red Bull Racing foram alvos de muito ódio e comportamento tóxico nas redes sociais durante o fim de semana em Abu Dhabi. Um estudo da Areto Labs e The Female Drive analisou o comportamento online durante o fim de semana.

O estudo analisou quase 300.000 postagens online relacionadas à Fórmula 1. Destes, cerca de 9% eram ofensivas ou odiosas. 7.500 mensagens foram rotuladas como "arriscadas" pelo estudo, o que significa que havia, por exemplo, ameaças concretas e/ou direcionadas na mensagem.

Alvos principais

De todos os pilotos, Verstappen foi o principal alvo. Uma em cada cinco mensagens sobre o holandês era tóxica, com 9% sendo na categoria "arriscada". Entre as equipes, a Red Bull recebeu o maior ódio: 14% das mensagens sobre a equipe eram tóxicas e 4% eram "arriscadas".

Não foram apenas os pilotos e equipes que foram criticados ou ameaçados, até membros da mídia foram insultados. Will Buxton da Liberty Media e Natalie Pinkham da Sky Sports também receberam muitas mensagens tóxicas.

Abordar o comportamento tóxico tem sido um problema na Fórmula 1 há algum tempo. A Alpine anunciou que iria tomar medidas mais duras contra o comportamento inaceitável dirigido à equipe. A FIA anunciou no verão passado que iria lançar uma campanha para combater mais ativamente tal comportamento. Verstappen e Lewis Hamilton também declararam várias vezes que o comportamento online de alguns torcedores está ficando extremista demais.

Os resultados da pesquisa podem ser vistos abaixo.

 
 
 
 
 
Dit bericht op Instagram bekijken
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Een bericht gedeeld door The Female Drive (@thefemaledrive)

Reprodutor de vídeo

Mais vídeos