Prévia da Fórmula E: Teremos um sexto vencedor diferente em seis corridas?

General

Prévia da Fórmula E: Teremos um sexto vencedor diferente em seis corridas?
12 de abril no 14:00
  • Ludo van Denderen

Se há uma certeza na Fórmula E nesta temporada, é que nada é certo. Já foram realizados cinco E-Prix e um piloto diferente subiu ao degrau mais alto do pódio cinco vezes. Este fim de semana é a primeira vez que a classe elétrica visitará o circuito permanente de Misano, na Itália. Todos os ingredientes parecem estar prontos para outra corrida interessante, com as equipes tendo pouco tempo para encontrar a configuração certa em uma nova pista.

A pista de Misano - sucessora da corrida de rua em Roma - é mais conhecida pelas corridas de MotoGP e Superbike. Agora, com a Fórmula E, uma atraente categoria de quatro rodas também está chegando à pista que leva o nome do piloto de motocicleta Marco Simoncelli, que morreu tragicamente. Para as duas corridas de sábado e domingo, a pista foi adaptada para um circuito de 3,381 quilômetros de extensão com 14 curvas e algumas longas seções retas.

Jaguar e Porsche parecem rápidas

As equipes com trens de força potentes - como Jaguar e Porsche - parecem ter uma vantagem na pista italiana, onde as ultrapassagens parecem boas. As chances de uma boa batalha entre o líder do campeonato Pascal Wehrlein (Porsche) e o perseguidor direto Nick Cassidy (Jaguar) são altas.

Essa dupla deve obter um bom resultado de qualquer forma, já que os candidatos ao título não tiveram um papel de liderança nas duas últimas corridas. Como resultado, o campo se condensou, com Oliver Rowland sendo atualmente o surpreendente número três. No entanto, o piloto da Nissan espera que a Jaguar e a Porsche tenham a vantagem na Itália.

Desafiar ou desistir?

Para vários pilotos, Misano já será crucial para suas chances no campeonato. Isso inclui Mitch Evans, o segundo piloto da Jaguar ao lado de Cassidy. O neozelandês é apenas o sexto colocado, 24 pontos atrás do líder Wehrlein. Nas próximas duas corridas, o veterano certamente não deve deixar que a diferença aumente muito mais, já que a metade da temporada se aproxima.

"As corridas na Itália guardam boas lembranças para mim. Roma foi um circuito onde tive muito sucesso nas últimas temporadas, mas agora Misano apresenta um novo e empolgante desafio. Sabemos que nosso carro é competitivo, e Misano me dará a oportunidade de aproveitar meu desempenho até agora nesta temporada", declarou Evans.

Maserati quer brilhar em casa

Max Günther (Maserati) - ao lado de Rowland - é a outra surpresa desta temporada. O alemão já venceu uma corrida e tem grandes esperanças para Misano. "Estou ansioso para correr em Misano neste fim de semana. É a corrida de origem da marca Maserati e, na última vez que corremos na Itália, tivemos um pódio muito especial. Misano é o primeiro circuito especialmente construído em que correremos nesta temporada, portanto, será um grande desafio nos adaptarmos a esse estilo de pista. A vitória em Tóquio foi uma grande conquista, nos sentimos bem com o nosso pacote, com a forma como executamos e estamos ansiosos para continuar esse impulso nas próximas corridas aqui na frente dos tifosi".

De Vries espera uma reviravolta em Misano

Nyck de Vries também deve estar sonhando com uma vitória, mas isso não parece realista. Na verdade, o holandês ainda está esperando seu primeiro ponto nesta temporada: "Como equipe, provavelmente sentimos que merecíamos um pouco mais em Tóquio, então estamos ansiosos e motivados para este fim de semana."

"Dito isso, Misano será um tipo de evento muito diferente, a pista tem características muito diferentes, eu diria, dos dois circuitos anteriores. De certa forma, será semelhante ao Brasil, porque será uma corrida sensível à energia, embora desta vez em uma pista permanente. Correr na Itália é sempre bom, e eu gosto de ir para lá, então vamos ver o que podemos conseguir", disse De Vries, que passou a maior parte de sua juventude correndo em solo italiano.