Red Bull Content Pool

F1 News

O conselho do pai: Você tem que destruir seu companheiro de equipe

O conselho do pai: "Você tem que destruir seu companheiro de equipe"

28-09-2023 13:35 Última atualização: 14:20

Vicente Soella

Max Verstappen tem dominado a Fórmula 1 nos últimos anos. O holandês venceu nada menos que 28 das 38 corridas que foram disputadas desde o início da temporada de 2022. Verstappen pode ter o melhor carro, mas ainda nos mostra que o seu talento tem um papel fundamental em todas as suas conquistas na categoria. Nesta temporada, Sergio Pérez está passando mais uma vez por uma situação que outros pilotos já viveram também: como é difícil ser companheiro de equipe do bicampeão mundial.

Outros companheiros de equipe

Que Pérez não consegue acompanhar o ritmo de Verstappen desde que os dois se tornaram companheiros de equipe já é algo que está bastante claro depois de quase três anos. Em 2021, 2022 e 2023, o mexicano perdeu os duelos de classificação e de corrida por uma margem considerável em relação ao holandês. Ao ter um desempenho inferior ao de Verstappen novamente nesta temporada, a posição de Pérez na Red Bull Racing parece estar sob pressão. No entanto, o piloto de Guadalajara ainda tem um contrato válido até o fim de 2024.

Pérez certamente não é o único companheiro de equipe de Verstappen com quem isso aconteceu. Pierre Gasly e Alexander Albon, por exemplo, precederam o mexicano. Gasly entrou em 2019 como substituto de Daniel Ricciardo, que havia saído para a Renault (agora Alpine), mas foi substituído por Albon no meio da temporada devido ao desempenho ruim que vinha apresentando em comparação com o de Verstappen. O tailandês-britânico durou um ano e meio ao lado do agora bicampeão mundial, mas também ficou muito aquém da velocidade do holandês e acabou sendo substituído por Pérez.

Conselho de Jos

Desde o início da temporada de 2019 até agora, Verstappen conquistou nada menos que 43 vitórias. Todos os companheiros de equipe de Verstappen obtiveram apenas 5 vitórias para a Red Bull Racing no mesmo período, uma diferença notável. Isso talvez se deva ao que Jos Verstappen ensinou a seu filho: "Meu pai sempre dizia: 'Você tem que destruir seu companheiro de equipe'", disse Verstappen ao Kronen Zeitung, lembrando de quando Pérez chegou na equipe em 2021.